"O misterioso é a coisa mais bela que podemos testemunhar. Aquele que não se deixa tocar pela emoção do mistério, aquele que, diante do maravilhoso, não se detém, transido de assombro, é como um morto: não tem olhos para ver."
(Albert Einstein).